Cartórios aderem Campanha Sinal Vermelho para ajudar vítimas de violência doméstica

Cartórios aderem Campanha Sinal Vermelho para ajudar vítimas de violência doméstica

21 6 2022

O número de casos de violência contra a mulher desde o começo da pandemia de Covid-19 chegou a 22,2%.

Como uma tentativa de auxiliar as vítimas, os cartórios brasileiros, representados pela Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg/BR), aderiram à Campanha Sinal Vermelho.

Desenhando um X na mão, de preferência na cor vermelha, e o exibindo em algum cartório, a vítima é levada para um lugar seguro, acompanhada para realizar a denúncia para as autoridades e recebe todo auxílio necessário.

Notários, registradores, interventores e interinos devem orientar escreventes, auxiliares e outros serventuários para o acolhimento e tratamento eficaz dos pedidos de socorro recebidos. Os funcionários devem manter o sigilo e resguardar a intimidade, vida privada e a imagem dos envolvidos. Todos os funcionários dos cartórios devem fazer a comunicação imediata à autoridade policial da denúncia da vítima.

 

Como oferecer ajuda

Recebeu alguma vítima? Siga estes passos para ajudá-la da melhor forma possível:

Passo 1 – o “X” vermelho na palma da mão é um pedido de ajuda. Mantenha a calma e acolha a vítima.

Passo 2 – acione o número de telefone 190, da Polícia Militar, e peça ajuda. Em seguida, se possível, conduza a vítima a um espaço reservado até a chegada da polícia. Para a segurança de todos, sigilo e discrição são muito importantes.

Passo 3 – caso a vítima não possa esperar a chegada da polícia, solicite o nome, documento de identidade, CPF, endereço e telefone, para que todas as informações sejam repassadas à PM e, com isso, ela possa agir e ajudar rapidamente essa mulher.

Obs: Se a vítima disser que não quer a polícia naquele momento, é preciso entender. Após a saída dela, deve-se transmitir as informações pelo telefone 190.

 

Tipos de violência

Qualquer mulher pode ser vítima de violência doméstica. E ela não é apenas física. Por isso, é importante saber reconhecer as diversas formas de violência:

Física: quando faz uso da força para ferir;

Patrimonial: quando há a destruição ou dano aos pertences/casa da mulher;

Moral: quando são feitas ameaças, acusações e xingamentos;

Psicológica: quando existe rejeição, desrespeito, humilhação ou intimidação;

Sexual: quando se obriga a pessoa a presenciar ou participar de atos de natureza sexual sem o seu consentimento através da ameaça ou violência.

 


Deixe seus comentários

Dúvidas, Sugestões sobre a nóticia utilize o formulário.